Algum dia eu tive uma amiga!!!

       Hoje, voltei a estudar e em especial, quando cheguei a escola, lembrei da minha amiga, minha única e melhor amiga, o nome dela era Andressa, a conheci no primeiro colegial, eu tinha mudado de escola, não conhecia ninguém, e apesar de eu ser muito simpática e comunicativa, não fazia amizade, pois nunca tive assuntos em comum, as meninas conversavam sobre roupas de marcas, as saídas de sexta a noite, os meninos que tinham beijado, coisas que eu não tinha e nem fazia, nenhuma delas conversavam sobre fazer comida, limpar a casa, fazer crochê, bordar, coisas que fazia parte da minha realidade...sem contar que se você perceber, as meninas nas escolas sempre andam em pares, podem até ter algumas juntas, mas tem sempre aquelas duas que são inseparáveis, eu nunca tive um par, era sempre a terceira ou quinta...Mas com a Andressa não, depois que algumas semanas, fui me aproximando, e ela assim como eu era sozinha, tinhamos os mesmos pensamentos, viviamos as mesmas realidades, não repeti o primeiro colegial por causa dela, pois eu estudava de manhã, a tarde fazia cursos e a noite trabalhava como babá, ou seja, eu dormia muito em sala de aula, e ela sempre me ajudava com as tarefas e as provas, foi nesse ano, 2008, que eu vivi um namoro insuportável e conheci o então hoje meu marido, ela sempre do meu lado, sempre me apoiando, me escutando, me ajudando, sempre....
    No fim do ano letivo, escolhemos que iriamos estudar a noite, para podermos trabalhar de dia, e qual foi a nossa surpresa em descobrir que iriamos estudar juntas novamente, foi o melhor ano, nos encontravamos no portão, entravamos juntas para a sala, sentavamos uma do lado da outra, não sei explicar, mas insisto em dizer que foi o meu melhor ano escolar com ela eu não era sozinha, e eu nem sei explicar tudo que ela significou para mim, nessa época, até os professores nos conheciam não sei se me destacava mas eles sempre falavam "keilla e companhia" e ela zuava falando que ela era apenas a companhia, marcavamos um dia para parar de roer unha, escreviamos cartinhas para os namorados, brigavamos com eles e pensavamos em largar, riamos, como a gente ria, por tudo e por nada, qualquer coisa era motivo, zuavamos da nossa situação financeira, e por ser diferente das outras meninas, trocavamos revistas de crochê, paqueravamos os meninos bonitos, faziamos planos de fazer faculdade e trabalhar juntas, mas nunca pensamos que jamais passaria daquele ano.
   Daí eu mesma me pergunto, porque nos separamos, porque deixei isso acontecer....
   Nem eu sei explicar, no terceiro colegial, caimos novamente na mesma sala, mas meu patrão me ofereceu ir trabalhar a noite, e com isso eu me transferi para o periodo da manhã, deixando a Andressa a noite, novamente sozinha....O plano era continuar nos vendo, se encontrando, saindo em casal, mas não foi isso que aconteceu, ela encontrou uma outra amiga, eu desisti da escola no ano passado, fomos nos afastando, criamos outras responsabilidades, eu mesma me casei, comecei a pensar outras coisas, mas quando mudei de emprego no fim do ano, me transferi para a noite, na sala dela, mas não era mais a mesma coisa, e eu passei a ser a terceira novamente, aquilo me magoou demais, eu chorei muito, perdi meu terceiro colegial, era para ser o nosso melhor ano, se formar, mas ela foi, e eu fiquei, já me recuperei, esse ano estou mais empolgada, independente de fazer alguma amizade ou não....
   Hoje, já não tenho mais o número dela, por incrível que pareça eu não sei onde ela mora, nem sei mais como ela está, não nos vimos mais, e ela mudou muito andando com essa nova amiga, só me vale relembrar nossos bons momentos, ela nunca gostou de internet, não tem orkut, msn, facebook ou blog, creio que jamais vai ler essa postagem, mas para mim vale recordar essa boa época, e me contentar em saber que algum dia eu tive uma amiga, que foi inesquecivel, que valeu a pena, uma que foi amiga de verdade.

5 comentários:

CasaMila.com postou o comentário número:

Oi Keilla,

Muitos dizem que são raros os amigos verdadeiros, mas eu nao acredito.

Tenho amigos que Amo Amo Amo de paixão, e faço questão de demostrar isso sempre.
Acho fundamental o fato de demostrar preocupação, amizade, carinho e muitas outras coisas, isso faz com que nossa amizade se fortaleça a cada dia.

Eu acho que vc deveira tentar encontrar sua Amiga Andressa.
Quem sabe tudo nao volte a ser como antes.

Bjssssss

Vera Martins postou o comentário número:

Keilla,
Eu ainda acredito nas amizades, e tenho apenas 40 e tantos anos, mesmo que a gente se desaponte.
Vale sempre a pena ter contato com pessoas a quem temos carinho, se voces se afastaram tente a reaproximação. No máximo que pode acontecer é voce descobrir que ela não quer mais tua amizade e assim voce retoma tua vida sabendo que tentou. Abre espaço para novas amizades.
To torcendo por voce... E, aposto que tem gente doida pra ser tua amiga e talvez voce nem percebeu

BOA SORTE !!!

Anônimo postou o comentário número:

"escreviamos cartinhas para os namorados"...OK..
"paqueravamos os meninos bonitos"...HÃÃ ????????
COMO ASSIM ????? Acho que ficou um mau entendido ai..hehehe

Anônimo postou o comentário número:

Lindo seu texto, Keila... Também tive um amigo assim,masnossos caminhos nos separam.

Saudades daquea epoca.

Monalisa Melo (Entre, a casa é minha ) postou o comentário número:

É assim mesmo Keilla, as amizades vêem e vão... também já passei por isso, sempre tive amigas, as vezes várias as vezes par como vc disse, e também já fiquei sozinha... e me senti muito mal.

Depois que casei, meu marido se tornou meu melhor amigo, é com ele que me abro, é ele que me escuta, é ele que me atura, sabe tudo sobre mim, tem coisas que só ele sabe e mais ninguém. E é isso mesmo, depois que a gente casa, um tem que ser pelo outro e fazer por viver.
Beijinhos amore, boa noite!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...